Ferramentas

CFD

A Fluidodinâmica Computacional (CFD) foi definida por MALALASEKERA e VERSTEEG (2007) como um conjunto de ferramentas e técnicas utilizadas na análise de sistemas envolvendo escoamento de fluidos, transferência de calor e massa e fenômenos associados a reações químicas, por meio de simulações auxiliadas por computadores. Os códigos de CFD são estruturados em torno de algoritmos que tornam viável a resolução de um problema de escoamento, sendo, segundo OLIVEIRA et al. (2012), uma ferramenta poderosa e bem estabelecida, que minimiza o tempo de projetos e aprimora processos industriais, além de auxiliar na otimização de equipamentos.

O Ansys CFX é uma ferramenta computacional de alto desempenho capaz de solucionar problemas de fluidodinâmica computacional, que envolvem escoamento de fluido e transferência de calor e massa, sendo utilizado por engenheiros em todo o mundo há pelo menos 20 anos.

O CFX possui uma avançada tecnologia de resolução, pois é baseado no método numérico de volumes finitos, e contém uma vasta biblioteca de modelos matemáticos que incluem a modelagem de fenômenos multifásicos, reações químicas, combustão, transferência de calor com e sem radiação, escoamentos turbulentos, viscosos, não-newtonianos e com ou sem domínio rotativo, o que permite ser um software usado nos mais diversos segmentos industriais.

MALALASEKERA, W. and VERSTEEG, H. K. An Introduction to Computational Fluid Dynamics, PEARSON Education, 2007.

OLIVEIRA, A.G and SILVA, G. P. and GERALDELLI, W. and ROPELATO, K. O crescimento do uso de fluidodinâmica computacional (CFD) nas tecnologias de destilação, FCC e coqueamento retardado na engenharia básica de abastecimento da Petrobras, Relatório Técnico, 2012.