Portfólio

Águas e Efluentes

Os trabalhos desenvolvidos no âmbito de tratamento de águas e efluentes se caracterizam pela eficácia nos tratamentos realizados, viabilizando a introdução e desenvolvimento de novas tecnologias que respaldem o reuso dos efluentes.

A qualidade requerida tanto para água de uso industrial quando para os efluentes gerados é singular, e está diretamente relacionada ao processo produtivo. Partindo dessa premissa, a primeira etapa a ser executada dentro do projeto é a construção de um Block Flow Diagram (BFD), com o intuito de obter uma visão geral do setor de produção e do emprego de água. A partir disto, é possível discernir os melhores pontos de trabalho, as necessidades de cada empresa e a coerência dos tratamentos executados, frente a legislação ambiental e a demanda de cada setor da indústria.

A fase seguinte concentra-se na pesquisa, estudo e detalhamento das informações fornecidas, é ao fim dessa etapa que são definidos os pontos de coleta das amostras. As análises físico-químicas são realizadas com o auxílio de um laboratório próprio ou parceiro, bem como caracterizações específicas que venham a ser necessárias. Vale salientar que todos os procedimentos são executados com base nas normas vigentes de legislação e nas metodologias mais precisas e seguras.

Dado o diagnóstico, é possível desenvolver e testar, em escala laboratorial, metodologias que visem a mitigação de fatores que comprometam o sistema, no que diz respeito ao descarte impróprio ou no não reaproveitamento. Os resultados levantados podem implicar apenas no ajuste do tratamento atual ou na inserção de novas operações unitárias e/ou tecnologias de tratamento, que sejam desenvolvidas especificamente para a problemática em questão com base em trabalhos da literatura.

No final do projeto, obtém-se o diagnóstico preciso acerca dos impedimentos observados, bem como a metodologia que deve ser aplicada para atenuá-los. A eficácia do tratamento sugerido é demonstrada por meio dos resultados alcançados em escala laboratorial. Ajustes e melhorias podem ser realizados durante a fase de assistência, período onde a metodologia sugerida é implantada através de testes realizados na planta.